Posts do fórum

cesarmanducas
30 de dez. de 2017
In Saúde e corpo humano
Saudações, pessoas! Com certeza vocês conhecem a famosa fala proferida por mães, tias, avós e gerações passadas: "Não pega nisso! Vai acabar pegando cobreiro!", geralmente se referindo a lagartixas, calangos, cobras e afins. Provavelmente alguns de vocês realmente tinham medo de entrar em contato com esses animais quando mais novos, porém não há relação entre contrair a doença e manusear os répteis em questão. A verdade é que o cobreiro é um nome popular dado à Herpes-Zoster, erupção cutânea que forma bolhas e causa uma dor intensa nos nervos (nevralgia/neuralgia). A doença é causada pelo mesmo vírus responsável pela catapora, Varicela-Zoster ou VVZ, que desenvolve-se quando o hospedeiro apresenta quadro de imunodepressão e possui resquícios do patógeno, mesmo que inativo, em seu organismo. A boa notícia (ou não tão boa assim) é que a doença costuma aparecer depois dos 50 anos de idade. Os sintomas da Herpes-Zoster incluem coceira, dores de cabeça, enjoo/náusea, febre e formigamento, além de uma nevralgia severa. Esse último pode se estender após a cura da doença, classificando um quadro de neuralgia pós-herpética devido ao dano nos nervos. Portanto, da próxima vez que alguém lhes falar essa famosa frase, certifique-se de ter uma lagartixa em mãos e explicar o que realmente acontece! Não temos certeza ou segurança se ainda há VVZ latente em nossos organismos, então há a possibilidade de desenvolvermos a doença caso nosso sistema imunológico enfraqueça demais após a meia-idade. Espero que eu tenha acrescentado algo ao conhecimento de vocês e que tenha sido uma informação no mínimo interessante! Bom dia/tarde/noite pra vocês! Fontes: https://drauziovarella.com.br/doencas-e-sintomas/herpes-zoster-cobreiro-2/ https://www.cdc.gov/shingles/about/symptoms.html http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1526590007008899 https://jamanetwork.com/journals/jama/article-abstract/200949?redirect=true
4
0
69