Posts do fórum

Rai Leonardo de Jesus Santos
28 de nov. de 2019
In Meio Ambiente
Por Bárbara Stehling, Juliana Rodrigues, Luiz Daniel, Luiza Dias, Raí Leonardo e Vinícius Augusto Abelhas mortas. Disponível em:https://pixabay.com/pt/photos/abelhas-mortes-de-abelha-pesticida-4161580/. Acessado em: Outubro de 2019. Importância das abelhas para o ambiente e para o ser humano Listras amarelas e pretas intercaladas, zumbido clássico e mel. Características marcantes capazes de trazer à memória da maioria das pessoas insetos muito conhecidos: as abelhas! Pertencentes à ordem Hymenoptera (que compreende também vespas e formigas) e um total de sete famílias, as abelhas são imprescindíveis para a manutenção da vida humana na Terra. Essa importância já foi evidenciada até mesmo nos cinemas, como na animação “Bee Movie: a história de uma abelha”, de 2007. Apesar do tom lúdico, o filme ressalta a importância da polinização feita pelas abelhas para o ambiente se manter em equilíbrio e também expõe a apicultura, que apesar de inicialmente feita de forma abusiva, passa a ser feita de forma respeitosa com os insetos. A importância das abelhas se manifesta em diversos âmbitos econômicos e, principalmente , ecológicos para estruturação de nossas sociedades. Capa do filme "Bee movie: a história de uma abelha". Disponível em :https://www.foxtelmovies.com.au/movie/bee-movie/. Acessado em Novembro de 2019 As abelhas participam de diversos processos na economia, direta ou indiretamente . Inicialmente, cabe citar o peso que representam na agricultura, já que polinizam, em média, 73% das espécies vegetais cultivadas, segundo a FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations), além de incrementarem lucros nas culturas. Estima-se que a espécie Apis mellifera (abelha de fácil manejo para polinização, mundialmente comum) é responsável por um aumento de 36% na produtividade agrícola dos Estados Unidos, devido à sua polinização, conforme mostraram os estudos conduzidos por Morse e Calderone (2000) . Outro setor muito importante é a apicultura. Segundo a EMBRAPA, o Brasil é o sexto maior produtor de mel do mundo, mas a apicultura não se restringe apenas a isso. Ela consiste na criação de abelhas para fins comerciais, podendo fornecer diversos produtos além do mel, como própolis, geleia real, pólen, cera e apitoxina (veneno da abelha que pode ser utilizado para propriedades terapêuticas), que possuem diversas aplicações, desde alimentação até uso cosmético e medicinal. Pote de mel. Disponível em:https://pixabay.com/pt/photos/mel-amarela-apicultor-natureza-1958464/. Acessado em: Outubro de 2019. Já na questão ecológica, as abelhas exercem um papel muito importante na vida de vários organismos como plantas, animais e o próprio homem. Esses insetos são considerados os principais polinizadores na natureza, permitindo a reprodução de plantas e a manutenção da flora diversa de um ecossistema. A maioria das plantas conhecidas produzem flores adaptadas para serem polinizadas por abelhas e muitas delas dependem exclusivamente desses insetos para sua reprodução e produção de frutos. Se a relação planta-polinizador é desestabilizada, o próprio ecossistema entra em desequilíbrio, uma vez que a fauna e flora são dependentes uma da outra. Além disso, as abelhas podem funcionar como bioindicadores para qualidade do ar e qualidade ecossistêmica. Segundo pesquisas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, quando as abelhas exploram o seu habitat para a coleta de água, pólen e néctar, costumam ficar impregnadas de microrganismos e substâncias presentes na atmosfera, servindo de indicador de poluição ambiental, ou seja, coletando amostras da população de abelhas, verifica-se a presença forte ou ausência desses elementos e constata a qualidade do ar. Logo, é necessário um número grande de abelhas para melhores resultados. Abelha polinizando uma flor. Disponível em https://pixabay.com/pt/photos/abelha-inseto-animal-hymenoptera-1726659/. Acessado em: Outubro de 2019 Vale salientar também que, ao promover o sucesso reprodutivo de plantas, as abelhas desempenham um papel essencial para a manutenção da cadeia alimentar, em que plantas servirão de alimento para os animais herbívoros e esses para os animais carnívoros. Em meio à toda essa importância econômica e ecológica, nos deparamos com um problema alarmante: nos últimos anos as abelhas estão desaparecendo e os motivos para explicar esse fenômeno estão sendo discutidos em todo o mundo. Impactos ambientais em um mundo sem abelhas A perda de colônias de abelhas na apicultura sempre existiu, porém o declínio populacional das abelhas, mundialmente conhecido como Desordem do Colapso de Colônias (CCD, do inglês Colony Collapse Disorder), atingiu dimensões drásticas e ganhou visibilidade na mídia a partir de 2006 (Costa-Maia, 2010; Pires, 2016). A consequência mais grave do declínio populacional de abelhas está ligada à fome no mundo. Quando a polinização declina, a produção agrícola também decresce rapidamente, diminuindo a quantidade de alimentos produzidos para fornecer às populações. O CCD também interfere na produção direta da apicultura e, nesse caso, um ciclo vicioso é criado, pois se a apicultura não gera lucro e coloca a renda de apicultores em risco, o negócio é desestimulado e a criação de abelhas é ainda menor. Colmeia de abelha para apicultura. Disponível em: https://pixabay.com/pt/photos/abelhas-colm%C3%A9ia-apicultura-mel-486872/. Acessado em: Outubro de 2019. As abelhas são os polinizadores mais abundantes na agricultura. Elas visitam mais de 90% dos 107 principais cultivos agrícolas no mundo, segundo pesquisadores alemães. Cerca de 70% dos 1330 cultivos nas regiões tropicais produzem frutos e sementes em maior quantidade e qualidade devido à polinização adequada por abelhas segundo pesquisas na Itália. Os frutos provenientes de flores que foram polinizadas pelas abelhas produzem mais sementes, possuem melhor formato e aparência, têm maior valor nutritivo e, ainda, detêm melhor sabor e maior durabilidade. No Brasil, calcula-se que a polinização relacionada à produção agrícola tem um valor anual de 12 bilhões de dólares como foi visto por pesquisadores da USP. O valor da produção anual está disponível para 67 plantas, o que permite estimar que o valor do serviço ecossistêmico de polinização para a produção de alimentos, no país, gira em torno de 43 bilhões de reais por ano segundo o Relatório Temático sobre Polinização, Polinizadores e Produção de Alimentos no Brasil de 2019. Gráfico mostrando o dependência de algumas culturas pela polinização. Disponível em:https://www.bpbes.net.br/wp-content/uploads/2019/03/BPBES_CompletoPolinizacao-2.pdf. Acessado em: Outubro de 2019. Por que as abelhas estão desaparecendo? O ser humano é uma espécie antropocêntrica, e, muitas vezes agimos de modo duvidoso, utilizando como recurso a ser explorado quaisquer espécies que apresentem uso potencial para nossos interesses. Este uso, na maioria das vezes é insustentável e gera grandes impactos ambientais. Assim, mesmo com essa visão egoísta, não podemos esquecer que a nossa sociedade é sustentada por inúmeros fatores, sendo um deles as abelhas. Inicialmente, destaca-se a importância das abelhas no que diz respeito à produção de alimentos e à economia. Isso pode ser observado na medida em que a poliniza