La Niña

“La Niña representa um fenômeno oceânico-atmosférico com características opostas ao El Niño, ou seja, apresenta um esfriamento anormal nas águas superficiais do oceano Pacífico tropical”.
“No Brasil, no ano de ocorrência do fenômeno La Niña faz mais frio principalmente no Acre, Rondônia, no Centro-Oeste e no Sudeste. Na região Sul, ocorrem secas de modo geral, ao passo que no litoral do Nordeste as chuvas são mais frequentes. Sob a influência do fenômeno La Niña tem ocorrido mais chuvas tempestades, furacões e invernos recordes na América do Norte, chuvas intensas na Índia e na Indonésia enquanto que No Chile e no Peru temos frio e inundações”.

Referências bibliográficas

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ. La Niña. Dia a Dia Educação. Disponível em: <http://www.geografia.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=240>. Acesso em: 29 de setembro de 2021.

Para saber mais

Veja o uso desse conceito em:

Quais as consequências das alterações climáticas no Brasil? Devemos nos preocupar!

Para compartilhar este conceito:

Copie o link do navegador ou através dos botões abaixo: