top of page

Como escrever um texto de divulgação científica?

Atualizado: 18 de set. de 2022

Tem dificuldade de explicar temas sobre ciência para seus familiares e amigos? Saiba que você não está sozinho. A dificuldade em se comunicar com a sociedade é bastante comum no meio acadêmico. Porém, fique tranquilo, pois vamos te ensinar o passo-a-passo de como desenvolver essa habilidade produzindo um texto de divulgação científica.

Quer ir para alguma parte específica deste artigo? Basta clicar em qualquer um dos tópicos:


Por que escrever texto de divulgação científica?


Comunicar é uma habilidade importante para quem trabalha com ciência e educação, mas sabemos que não é uma tarefa simples. Uma ótima maneira de exercitar a comunicação é pela produção de textos de divulgação científica, pois escrever estimula a criatividade e aprimora a linguagem voltada a diferentes públicos.


Outro benefício da produção de textos de divulgação científica é alcançar setores da sociedade que têm pouco ou nenhum acesso aos conhecimentos sobre ciência.


Por exemplo, uma pesquisa feita pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia, revelou que jovens têm mais interesse por ciência e tecnologia do que por esportes. Porém, apesar do interesse, a maioria dos entrevistados desconhece a produção científica brasileira.


Assim, quando os saberes científicos são compartilhados com uma linguagem adequada ao público, pesquisadores e instituições de pesquisa se aproximam da sociedade e isso favorece a valorização da ciência, ou seja, a produção científica ganha apoiadores.


Como começar a escrever um texto de divulgação científica?


Agora que você conhece algumas das vantagens de divulgar ciência, deve estar se perguntando como começar a produzir textos para esse fim. Então, saiba que você já deu um grande passo, pois o interesse por iniciar a produção é muito importante. A partir disso, siga os próximos passos que organizamos para você estruturar seu texto.


1- Quem é seu público-alvo?


Para definir seu público-alvo tenha em mente quem você quer atingir. Conhecer seu público é muito importante para que você consiga produzir conteúdos melhores e mais direcionados. Além de conseguir escolher meios mais eficientes para que os textos cheguem até seu público, sem desperdiçar tempo tentando atingir tudo e todos.


Abaixo estão listadas algumas perguntas importantes de se pensar:


  • Qual a faixa etária do meu público?

  • Qual a linguagem usada por essas pessoas? (Exemplo: formal ou informal)

  • Qual o conhecimento prévio do público sobre esse assunto?

  • Como posso fazer o texto chegar até elas?


Refletir e responder essas perguntas vão te ajudar a definir seu público.


Por exemplo, aqui no Potencial Biótico, nosso conteúdo é direcionado para graduandos em Biologia e professores de Ciências e Biologia. Então, conseguimos criar textos de divulgação científica focados nas demandas e no interesse do nosso público.


2- Como escolher o tema do texto de divulgação científica?


A escolha do tema abordado no texto, é um passo importante no processo de escrita. É mais fácil identificar quais assuntos são interessantes e podem contribuir para o aprendizado das pessoas quando você conhece seu público-alvo. Por exemplo, aqui no blog e no instagram do Potencial Biótico escolhemos os temas baseados em perguntas enviadas por nossos seguidores.


Na hora de escolher o tema do seu texto, tenha em mente:


  • Qual a relevância do assunto para o meu público?

  • O que as pessoas não sabem sobre esse tema e deveriam saber?

  • Qual o conhecimento prévio delas sobre esse assunto?

  • Como humanizar o assunto?


Além disso, procure um foco para evitar que, durante a redação, você se perca falando sobre outras questões que fogem do objetivo do seu texto de divulgação científica.


3- Como escolher a palavra-chave?


A palavra-chave é a principal ferramenta de pesquisa na internet, pois é basicamente tudo o que o usuário digita na busca do Google. Então, se você pretende publicar seu texto de divulgação científica na internet, é preciso usar estratégias para que o público chegue até o seu conteúdo.


Sabemos que a maioria das pessoas pesquisam na internet, portanto, é importante conhecer o que elas mais digitam na busca para conseguir definir a palavra-chave relacionada com o tema do seu texto. Você pode usar algumas ferramentas para descobrir o quanto essa palavra-chave é buscada no Google, em sites como: SemRush, Google Keyword Planner e Ubersuggest.


Assim que definir a palavra-chave é indicado colocá-la no corpo do texto, no parágrafo de introdução e até no título, se for possível. Porém, cuidado, o uso da palavra-chave deve ocorrer de forma fluida, então é preferível deixar o texto natural, do que com grande volume da palavra-chave de maneira superficial.


Estruturas do texto de divulgação científica


Depois de definir todos os passos citados anteriormente: público-alvo, tema e palavra-chave; chegou o momento de planejar seu texto de divulgação científica.

Indicamos que você siga estes passos para construir um texto organizado e coeso:


  • Faça uma lista com vários tópicos para guiar a redação;

  • Selecione os tópicos imprescindíveis;

  • Coloque os tópicos na ordem que devem aparecer no texto;

  • Pense em como conectar cada um dos tópicos;

  • Pesquise as referências antes de começar a redação.


Como começar o texto?


A abertura do texto é a sua chance de convencer o leitor de que ele deve continuar a leitura do seu texto. Em geral, a introdução de um texto de divulgação científica apresenta novidades para o leitor, mostrando que ali há informações novas e importantes.


Existem diferentes formatos para começar seu texto, por exemplo, apresentando dados novos ou instigando a curiosidade do seu público por meio de perguntas. No caso do Potencial Biótico nós começamos o texto com o bigode, isto é, uma breve descrição do texto que responde a dúvida referente a pergunta presente em seu título.

Você também precisa tomar alguns cuidados para não espantar o seu público, então, fuja de propaganda enganosa, generalidades e definições de termos logo no começo do texto.


Outras coisas a serem evitadas são:

  • Acreditar que algumas coisas são óbvias demais;

  • Amor cego pelo tema (conquistar o leitor antes);

  • Esquecer de antecipar as perguntas do leitor.


Como concluir o texto?


Ao final de um texto de divulgação científica é importante direcionar o leitor para uma reflexão mais ampla sobre o tema. Então, você pode levantar questões que ainda não tem respostas, mostrar as consequências daquele assunto abordado para a sociedade, para a conservação ambiental ou para a economia do país, por exemplo.


Formatação do texto


Para melhorar a experiência de leitura do seu público é necessário formatar o texto para deixá-lo mais fluido e acessível. Sabemos que a formatação varia de acordo com a plataforma usada, mas as dicas a seguir servem para a maioria dos casos:


  • Texto com linguagem simples;

  • Alinhamento à esquerda;

  • Negrito destacando trechos mais importantes;

  • Parágrafos de, no máximo, 4 linhas;

  • Tamanho do texto: cerca de 2 páginas;

  • Utilizar bastante listas, gráficos e demais ferramentas que facilitem a visualização;

  • Escrever pensando no leitor, sempre.


Cuidados na hora da revisão do texto


Após ler várias vezes o próprio texto é comum deixar passar despercebido alguns errinhos. Por isso, sugerimos que você releia sua redação no dia seguinte, e se possível, peça para outra pessoa revisar o que escreveu. Aqui no Potencial Biótico o redator e o revisor são co-autores de cada texto produzido, pois ambos desempenham funções muito importantes na construção do mesmo.


Na revisão, confira se:

  • Existem erros de português?

  • A linguagem do texto está clara e de fácil leitura?

  • O texto faz um bom uso da palavra-chave?

  • Todos os termos científicos estão bem explicados?


Bom, depois de todo esse passo-a-passo, esperamos que você comece a planejar seus primeiros textos de divulgação científica e, quem sabe, postar aqui no site do Potencial Biótico, no Espaço Biótico. Vamos construir ciência juntos!


A divulgação científica na sala de aula


Usando este texto como base , o professor pode propor aos alunos, para que os mesmos criem ou leiam e discutam um texto de divulgação científica. Sendo indicado trazer esse tema para os alunos do ensino médio, por possuírem mais conhecimento prévio e de escrita.


Baseado na BNCC (Base Nacional Comum Curricular) abaixo estão as habilidades que podem ser trabalhadas nesse tema, para ajudar na preparação da aula.


Ensino médio:


(EM13CNT301) Construir questões, elaborar hipóteses, previsões e estimativas, empregar instrumentos de medição e representar e interpretar modelos explicativos, dados e/ou resultados experimentais para construir, avaliar e justificar conclusões no enfrentamento de situações-problema sob uma perspectiva científica.


(EM13CNT302) Comunicar, para públicos variados, em diversos contextos, resultados de análises, pesquisas e/ou experimentos, elaborando e/ou interpretando textos, gráficos, tabelas, símbolos, códigos, sistemas de classificação e equações, por meio de diferentes linguagens, mídias, tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC), de modo a participar e/ou promover debates em torno de temas científicos e/ou tecnológicos de relevância sociocultural e ambiental.


(EM13CNT303) Interpretar textos de divulgação científica que tratem de temáticas das Ciências da Natureza, disponíveis em diferentes mídias, considerando a apresentação dos dados, tanto na forma de textos como em equações, gráficos e/ou tabelas, a consistência dos argumentos e a coerência das conclusões, visando construir estratégias de seleção de fontes confiáveis de informações.


A produção de conteúdo de divulgação científica vai além dos textos. Outra forma de se divulgar ciência é através das redes sociais. Nós do Potencial Biótico escrevemos um E-book 100% gratuito com diversas ferramentas perfeitas para te auxiliar nisso. Aproveite!



Escrito por: Paloma Dune

Revisado por: Mateus Bispo



Como citar este texto:


DUNE, P.; BISPO, M. R. B. Como escrever um texto de divulgação científica?. Potencial Biótico. Disponível em: <https://www.potencialbiotico.com/post/texto-de-divulgacao-cientifica>. Acesso em:


Referências Bibliográficas:


BATISTA, Talita. rockcontent, 2019. O que são palavras-chave e por que é tão importante escolher a certa! Disponível em:


ESCOBAR, Herton. Jovens defendem a ciência, mas desconhecem produção científica do País. Jornal da USP, 2019. Disponível em: <https://jornal.usp.br/universidade/politicas-cientificas/jovens-defendem-a-ciencia-mas-desconhecem-producao-cientifica-do-pais/>. Acesso em: 19 de jul. de 2021.


FIOCRUZ. Introdução à Divulgação Científica (MOOC). Fiocruz Campus Virtual. Disponível em: <https://campusvirtual.fiocruz.br/gestordecursos/hotsite/divulgacao-cientifica-mooc>.


POTENCIAL BIÓTICO. Manual de escrita de textos: Potencial Biótico. Belo Horizonte, 2021.


683 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page