top of page

O que significa desenvolvimento sustentável?

Atualizado: 13 de set. de 2022

Desenvolvimento sustentável é aquele que tem como objetivo colocar em prática ações sustentáveis para diminuir os impactos ao planeta tanto no presente como futuramente, com o foco em tornar o mundo um lugar melhor para todas as pessoas viverem. Venha descobrir mais sobre esse conceito tão importante atualmente!

Quer ir para alguma parte específica deste artigo? Basta clicar em qualquer um dos tópicos:

Fizemos para você um kit de slides gratuito que deixarão as suas aulas ainda mais interessantes. Aproveite!


Definição de desenvolvimento sustentável


Desenvolvimento sustentável é definido no Relatório Brundtland (WCED, 1987, apud Sartori, 2014) como sendo aquele que “satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras satisfazerem as suas próprias necessidades”.


Dessa forma, desenvolvimento sustentável é aquele que tem como objetivo colocar em prática ações sustentáveis para diminuir os danos ao planeta tanto no presente como futuramente, com o foco em tornar o mundo um lugar melhor para todas as pessoas viverem.


Importância do desenvolvimento sustentável


O desenvolvimento sustentável engloba três dimensões: a econômica, a social e a ambiental. Dessa forma, a importância do desenvolvimento sustentável se dá em suprir as necessidades da geração atual, conciliando o desenvolvimento socioeconômico à preservação do meio ambiente, tendo como base a preservação dos recursos naturais para as futuras gerações.


Esse é o ponto de partida, mas não podemos parar por aí, porque juntamente a isso, objetiva-se melhorar a qualidade de vida das pessoas, promover a justiça social, bem como alcançar a equidade na esfera econômica e a diminuição da pobreza e da fome. Isso porque o desenvolvimento sustentável deve ser atrelado à Declaração Universal dos Direitos Humanos.


História e concepção de desenvolvimento sustentável


Para que o desenvolvimento sustentável seja alcançado, é necessário estabelecer estratégias e políticas de economia de recursos. E que haja transformações nos padrões de consumo de uma forma geral e global.


A partir disso, houveram dezenas de reuniões mundiais para o estabelecimento de objetivos e metas para a concretização do desenvolvimento sustentável. Essas reuniões foram pautadas na preservação do meio ambiente e promoção da sustentabilidade para que o mundo se torne um lugar mais agradável para todos e todas.


Saiba mais sobre a relação da ONU (Organização das Nações Unidas) com o meio ambiente nesta publicação.


A seguir, vamos tratar das principais reuniões que ocorreram nos últimos 40 anos sobre esse tema, bem como os documentos resultantes dessas reuniões.


Nosso Futuro Comum - Relatório Brundtland


O documento “Nosso Futuro Comum”, também conhecido como Relatório Brundtland, foi o documento pioneiro no que diz respeito ao desenvolvimento sustentável. Este relatório começou a ser elaborado em 1983, a partir da formação da Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, estabelecida e presidida pela médica Gro Harlem Brundtland, mestre em saúde pública e ex-Primeira Ministra da Noruega.


O documento foi finalizado em 1987, após várias reuniões da Comissão, e trouxe importantes conceitos e dados sobre o aquecimento global e a destruição da camada de ozônio, além de metas para impedir o progresso das destruições ambientais e o desequilíbrio climático.


A Conferência ECO-92 ou Rio-92 e Agenda 21


Consequência do Relatório Brundtland, a Conferência ECO-92 ou Rio-92 é considerada a primeira Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, e ocorreu no ano de 1992 na cidade do Rio de Janeiro.


Nesta conferência foi elaborada a Agenda 21, que foi uma espécie de ferramenta de planejamento para a formação de sociedades sustentáveis ao redor de todo o planeta no século XXI, nas quais combinam medidas de proteção ambiental, justiça social e produtividade econômica. A partir dela, foi elaborada a Agenda 21 Brasileira, que reproduziu os objetivos da Agenda 21 Global de forma a aplicá-los localmente no país.


Rio+20


Logotipo da Rio+20
Logo da Rio+20 (Fonte: Wikimedia Commons).

Após 20 anos da ECO-92, em 2012 foi realizada outra Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável chamada de Rio+20 e também foi realizada no Rio de Janeiro.


Nesta reunião, foi reafirmado o compromisso político dos países-membros para com o desenvolvimento sustentável, mediante análise do progresso e das lacunas na implantação de medidas adotadas pelos principais órgãos encarregados sobre o assunto, bem como foram tratados temas novos e emergentes.


Os dois principais temas da conferência foram: a economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza, e a estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável. Nesta conferência também foi elaborado um documento intitulado “O Futuro que Queremos”, que traçou novas metas para o desenvolvimento sustentável.


Essas metas envolviam o consenso sobre a criação de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, por meio de um projeto de dez anos para ampliar a produção e o consumo sustentável, enfatizar a importância das questões de gênero, propiciar o direito à água e comida, além da urgência em se combater a pobreza.


Declaração do Milênio das Nações Unidas e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM)


Antes de falarmos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), ainda precisamos falar da sua “versão anterior”, os chamados Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que foram lançados pela ONU no ano 2000, em um documento intitulado “Declaração do Milênio das Nações Unidas”.


Neste documento, os países-membros da ONU prometeram se comprometer e se unir para reduzir a pobreza extrema em um prazo de 15 anos, a partir daquele ano, atendendo aos 8 objetivos estabelecidos, que incluíam a redução da pobreza, a redução da mortalidade infantil e a universalização do ensino básico.


É interessante destacar que os resultados obtidos foram muito satisfatórios, e isso fez com que, em 2015, fosse estabelecida a Agenda 2030 para os próximos 15 anos, iniciando em 1 de janeiro de 2016.


Os objetivos de Desenvolvimento Sustentável (17 ODS)


O documento “Transformando Nosso Mundo: Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, que envolve os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) globais, foi elaborada em uma reunião da ONU que ocorreu na sede das Nações Unidas em Nova York de 25 a 27 de setembro de 2015.


A Agenda 2030 da ONU é composta por 169 metas distribuídas nos 17 ODS, e tem como principal alvo a erradicação da pobreza e da miséria até 2030 de maneira sustentável, a fim de proteger nosso planeta e todas as formas de vida existentes, através do combate à desigualdade e à injustiça, e na contenção das mudanças climáticas.


A partir desses objetivos e metas, os governos podem planejar, implementar, monitorar e controlar políticas públicas a fim de atingir essas metas de forma mais estruturada e homogênea, traçando um paralelo de resultados e análises históricas, por meio da utilização de indicadores.


Entender os conceitos dentro da biologia são muito importantes para os alunos. Confira nosso glossário COMPLETO da biologia com centenas de termos.



Os 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável)


Os 17 Objetivos de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)
Os 17 Objetivos de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. (Fonte: ONU Brasil)

A seguir, vamos listar cada um dos 17 ODS, deixando uma indicação para as páginas dos respectivos objetivos no site da ONU Brasil e no site do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) do Governo Federal, nas quais é possível visualizar as metas específicas estabelecidas pelas Nações Unidas como um todo, e mais localmente, no Brasil.


Além disso, indicaremos também vídeos do YouTube do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre cada ODS (acesse a playlist completa aqui).


Objetivo 1: Erradicação da Pobreza (ODS 1)


Resumo: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.



Objetivo 2: Fome zero e agricultura sustentável (ODS 2)


Resumo: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.



Objetivo 3: Saúde e Bem-Estar (ODS 3)


Resumo: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades.



Objetivo 4: Educação de qualidade (ODS 4)


Resumo: Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos.



Objetivo 5: Igualdade de gênero (ODS 5)


Resumo: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.



Objetivo 6: Água potável e saneamento (ODS 6)


Resumo: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todas e todos.



Objetivo 7: Energia limpa e acessível (ODS 7)


Resumo: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todas e todos.



Objetivo 8: Trabalho decente e crescimento econômico (ODS 8)


Resumo: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todas e todos.



Você já pensou em produzir conteúdo para Internet? Escrevemos um E-book 100% gratuito com diversas ferramentas perfeitas para isso. Aproveite!

Objetivo 9: Indústria, inovação e infraestrutura (ODS 9)


Resumo: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.



Objetivo 10: Redução das desigualdades (ODS 10)


Resumo: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.



Objetivo 11: Cidades e comunidades sustentáveis (ODS 11)


Resumo: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.



Objetivo 12: Consumo e produção responsáveis (ODS 12)


Resumo: Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.



Objetivo 13: Ação contra a mudança global do clima (ODS 13)


Resumo: Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.



Objetivo 14: Vida na água (ODS 14)


Resumo: Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.



Objetivo 15: Vida terrestre (ODS 15)


Resumo: Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.



Objetivo 16: Paz, Justiça e Instituições Eficazes (ODS 16)


Resumo: Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.



Objetivo 17: Parcerias e meios de implementação (ODS 17)


Resumo: Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.



O desenvolvimento sustentável na sala de aula


Para que os objetivos da ONU previstos na Agenda 2030 sejam alcançados, é importante dizer que os esforços não se restringem somente às decisões tomadas pelos líderes de governo, pois além deles são incluídas também ONGs, empresas privadas e a sociedade em geral.


E como isso pode ser feito? Por meio da aplicação prática de ações que se fundamentam nos objetivos, assim como no acompanhamento dos representantes com o intuito de verificar se as obrigações assumidas com a Agenda estão sendo colocadas em prática.

E claro que esse tema tão importante deve ser trabalhado na sala de aula também.


Primeiramente, é importante destacar que você, professor ou professora, pode contribuir com o desenvolvimento sustentável a partir da sua própria ação educativa, ao desempenhar o ODS 4, ou seja, por meio de práticas que englobam a inclusão, a qualidade e a equidade, já é uma forma que os educadores podem contribuir com o desenvolvimento sustentável.


Já em relação à BNCC (Base Nacional Comum Curricular), este texto pode ser utilizado como material de apoio para promover o entendimento e gerar reflexões no âmbito da educação ambiental nas escolas, desenvolvimento sustentável, meio ambiente e sustentabilidade.


A seguir há a sugestão de uma habilidade da BNCC de Ciências da Natureza para o ensino médio que se enquadra no conteúdo deste texto:


(EM13CNT101) Analisar e representar, com ou sem o uso de dispositivos e de aplicativos digitais específicos, as transformações e conservações em sistemas que envolvam quantidade de matéria, de energia e de movimento para realizar previsões sobre seus comportamentos em situações cotidianas e em processos produtivos que priorizem o desenvolvimento sustentável, o uso consciente dos recursos naturais e a preservação da vida em todas as suas formas.


Que tal ter em suas mãos o passo a passo de como produzir as principais peças para o Instagram? Baixe o Manual prático para criar post, stories e reels no Canva 100% gratuito!


Já em relação a como trabalhar este tema dentro da sala de aula, sugere-se que seja feita uma introdução sobre o que significa desenvolvimento sustentável, bem como os principais acontecimentos históricos que citamos neste texto e, após isso, solicitar para os alunos, em grupos, pesquisem sobre os ODS's.


Uma proposta é dividir um certo número de ODS’s para cada grupo de alunos, e que eles façam uma pesquisa sobre os seguintes tópicos:



  • Ações coletivas que podemos apoiar e acompanhar (procurar projetos municipais, trabalho de ONGs, dentre outros);


  • Ações individuais que colaboram para o ODS em questão.


A partir disso, para a apresentação dos trabalhos, pode ser realizado um Gallery Walk, que é uma metodologia ativa de ensino-aprendizagem em que os alunos poderão assimilar mais eficazmente os conteúdos estudados, tanto do tema do seu grupo como dos demais.


Para saber mais sobre Gallery Walk, indicamos este vídeo que explica e exemplifica como o Gallery Walk pode ser realizado e o artigo “O uso da gallery walk como metodologia ativa em sala de aula: uma análise sistemática no processo de ensino-aprendizagem”, que pode ser acessado clicando aqui.



Uma outra sugestão é da classe, juntamente ao professor ou professora, promoverem uma oficina para a comunidade escolar sobre desenvolvimento. É possível aplicá-la no dia do meio ambiente, comemorado no dia 5 de junho.


Além disso, este tema pode ser desenvolvido dentro de um itinerário formativo do novo ensino médio, que envolva a área de Ciências da Natureza.


E você, professor ou professora, tem mais exemplos e sugestões de como abordar e trabalhar o desenvolvimento sustentável na sala de aula? Então deixe aqui embaixo nos comentários!


Para saber mais sobre Sustentabilidade confira nosso Instagram e veja outros textos em nosso Site:




Escrito por: Danúbia Gonçalves

Revisado por: Nicolas Nathan dos Santos


Como citar este texto:

GONÇALVES, D. E.; SANTOS, N. N. O que significa desenvolvimento sustentável?. Potencial Biótico. Disponível em: <https://www.potencialbiotico.com/post/desenvolvimentosustentavel>. Acesso:


Referências bibliográficas:


ECYCLE. O que é desenvolvimento sustentável? Disponível em: https://www.ecycle.com.br/desenvolvimento-sustentavel/. Acesso em: 2 abr. 2022.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. IBGE Explica - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 2019. Disponível em: https://youtube.com/playlist?list=PLAvMMJyHZEaFnbAHb_0limdkGL5Z_HBIi. Acesso em: 2 abr. 2022.


INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Indicadores Brasileiros para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: https://odsbrasil.gov.br. Acesso em: 2 abr. 2022.


MINISTÉRIO DA ECONOMIA (Brasil). Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Brasil. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/ods/index.html. Acesso em: 2 abr. 2022.


ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. A ONU e o meio ambiente. 16 set. 2020. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/91223-onu-e-o-meio-ambiente. Acesso em: 2 abr. 2022.


ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. 15 set. 2015. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/91863-agenda-2030-para-o-desenvolvimento-sustentavel. Acesso em: 2 abr. 2022.


SARTORI, Simone; LATRONICO, Fernanda and CAMPOS, Lucila M.S. Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável: uma taxonomia no campo da literatura. Ambient. soc. [online]. 2014, vol.17, n.1, pp.01-22. ISSN 1809-4422..


Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page